15 de maio de 2018 às 04:00

Aguenta coração: startup quer retardar o envelhecimento de cães

A startup Rejuvenate Bio trabalha para que o melhor amigo do homem tenha uma vida mais longa e saudável. Fundada por George Church, cientista da Harvard Medical School, a empresa planeja rejuvenescer cães a partir da terapia genética, método que deu resul

Crédito:Getty Images/iStockphoto

Getty Images/iStockphoto

Raça cavalier king charles spaniel é alvo de um dos testes planejados pela Rejuvenate Bio

A startup Rejuvenate Bio trabalha para que o melhor amigo do homem tenha uma vida mais longa e saudável. Fundada por George Church, cientista da Harvard Medical School, a empresa planeja rejuvenescer cães a partir da terapia genética, método que deu resultados em pesquisas feitas com organismos como moscas, minhocas e até ratos.

O objetivo de Church é, na realidade, estender a vida humana, mas antes de provar que isso é possível, as técnicas de modificação do DNA precisam ser aplicadas e terem sucesso em seres menores, como cães e ratos.

De acordo com o "MIT Technology Review", os testes já começaram, porém a empresa não tem tornado públicas as informações do que tem feito. Quatro cães da raça beagle teriam passado pela terapia genética em Boston, segundo um arquivo obtido pelo site, que investigou documentos públicos, pedidos de patente registrados por Harvard, entrevistas com investidores e criadores de cães, além de comentários públicos feitos pelos fundadores da Rejuvenate Bio.

VEJA TAMBÉM

As pesquisas da startup começaram com animais domésticos, pois os resultados dos testes de aumento de longevidade chegarão mais rápido desta maneira.

"Você não vai à FDA (agência federal do departamento de saúde e serviços humanos dos EUA) e diz que estendemos a vida por 20 anos. Eles diriam 'legal, volte em 20 anos com os dados'", declarou Church em um evento realizado em Boston na última semana.

Embora resultados não tenham sido apresentados, o laboratório comandado por Church planeja publicar um relatório de uma técnica aplicada com sucesso "de abrir os olhos" em roedores. Ela funciona com a inserção de DNA modificado por meio de um vírus, que agiu dentro das células para alterar a genética dos animais.

Ao todo, 65 terapias foram testadas pelos cientistas, que buscavam modificar dois genes dos roedores a fim de melhorar doenças relacionadas ao envelhecimento, como problemas cardíacos, problemas renais, obesidade e diabetes.

VEJA TAMBÉM

No que diz respeito aos cães, a Rejuvenate Bio passou a contatar, em 2017, donos de cavalier king charles spaniels para tratar um problema cardíaco comum na raça por meio de terapia genética. A empresa participou de um evento dedicado à raça nos EUA, no qual foi realizado um leilão que buscou financiar os testes científicos.

O método aparenta ser uma forma de prevenir uma doença, não de rejuvenescimento. George Church contesta essa abordagem e acredita que a verdade aparecerá se o corpo do cãozinho mais velho se recuperar como o de um jovem.

O fundador da startup se mostra confiante na abordagem da empresa, com expectativa, inclusive, de aplicar as técnicas em humanos em breve. Ele próprio se oferece como cobaia. Ele espera chegar aos 130 anos com o corpo e a mente de uma pessoa de 22 anos. 

Fonte: UOL

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo