17 de maio de 2018 às 10:36

Exclusivo: GM vai anunciar plano de 30 novos carros no Brasil até 2022

Fabricante segue tática da Volkswagen em ofensiva de lançamentos para sustentar liderança; SUVs são estrelas

A General Motors está prestes a iniciar sua ofensiva pela manutenção da liderança no mercado latino-americano. UOL Carros apurou em primeira mão que a fabricante anunciará nesta quinta-feira (17) um plano de 30 lançamentos em toda a América Latina. Brasil, claro, terá foco prioritário, visto que é o maior centro produtor e consumidor de veículos da região.

Estratégia é bem similar àquela aplicada pela Volkswagen desde o ano passado, quando a concorrente alemã divulgou que colocaria 20 novos produtos nas ruas até 2020. Entretanto, a GM optou por fazer uma separação mais clara entre novos automóveis/comerciais leves e novas versões/configurações/séries especiais desses veículos.

Fazem parte da lista, portanto, 20 novos modelos e 10 versões/edições derivadas deles.

+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram oficial de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

O primeiro da lista é o facelift de meia-vida do monovolume Spin, que será apresentado na virada de junho para julho e deve trazer novo visual -- inspirado no atual Cobalt -- e ainda um motor com central eletrônica padronizada para uso de combustível brasileiro e argentino.

Reestilização da família Cruze, tanto na carroceria hatch quanto sedã, e do muscle Camaro, todos já apresentados nos Estados Unidos, devem pintar por aqui em 2019 e somam outros três "pontos" à nossa conta.

Claro que as grandes estrelas, porém, serão os carros derivados da futura plataforma modular GEM -- desenvolvida em parceria com a chinesa SAIC --, que estreia no país em 2020 e será responsável por renovar toda a gama de modelos compactos e médios da América Latina, num investimento total de R$ 13 bilhões.

Dessa forma, podemos acrescentar ao "listão" (com produção no Brasil):

+Nova geração do Onix (Gravataí)
+Nova geração do Prisma (Gravataí)
+Nova geração do Cobalt (São Caetano do Sul)
+Nova geração da Montana (São Caetano do Sul)

Em julho, facelift do Chevrolet Spin dará o "pontapé inicial" ao "superplano" de lançamentos Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Pelos cálculos temos até agora oito carros, o que ainda está distante dos 20 anunciados. O que mais vem por aí, então? Prioritariamente SUVs, e UOL Carros aposta em pelo menos três a serem produzidos aqui ou na Argentina:

+Um SUV abaixo do Tracker (feito junto com o novo Cobalt em São Caetano do Sul)
+Nova geração (ou substituto) do Tracker (produzição no Brasil)
+SUV compacto-médio entre Tracker e Equinox (produção na Argentina)

Podemos contabilizar também as próximas gerações das grandalhonas S10 e Trailblazer (outro SUV), porém construídas sobre outra base, a partir de carroceria chassi-cabine. Um futuro facelift do recém-lançado Equinox (mais um utilitário...) é outro a fazer parte do jogo, provavelmente entre 2020 e 21.

Total até agora: 14.

Restam ainda seis misteriosos produtos. Será que a fabricante voltará a apostar num subcompacto de entrada para o lugar do Onix Joy? Será que prepara uma picape a ser posicionada entre Montana e S10? Mais SUVs e crossovers? É esperar para ver.

Uma coisa parece certa: linhas aventureiras e esportivadas, como Onix Activ ou Effect, entrarão no grupo das 10 versões e séries especiais, fechando a fatura dos tais 30 lançamentos.

Vale lembrar, ainda, que a GM prepara uma importante expansão da fábrica de motores de Joinville, que permitirá a inclusão de novas opções de configurações a toda a gama de veículos feitos na América Latina. São esperados modelos dotados de propulsor 1.0 3-cilindros e 1.4 4-cilindros (com ou sem turbo) nesse processo.

Avaliação: Bolt é o melhor carro da GM. Veja por quê

Fonte: UOL

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo