04 de janeiro de 2018 às 02:00

Geógrafo mineiro registra suas escaladas na Serra do Mar paranaense

O geógrafo e fotógrafo mineiro Lucas Pontes, 33, explora há 16 anos os picos dos arredores da Serra do Mar paranaense.

O geógrafo e fotógrafo mineiro Lucas Pontes, 33, explora há 16 anos os picos dos arredores da Serra do Mar paranaense.

Em 2001, escalou pela primeira vez o morro do Canal, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, onde ele mora desde 1989.

No mesmo ano, decidiu fotografar a empreitada, que acabou virando um projeto de anos.

"A beleza é tanta que não me canso de fazer o mesmo trajeto várias vezes. Virou um passeio de final de semana", diz.

Em dezembro de 2017, ele lançou o livro "Mar de Nuvens" (Editora Voar, R$ 45), com mais de cem fotografias feitas nesse período.

MONTANHISMO

Pontes diz que o carinho pela região se deve, além da proximidade, por ser um dos berços do montanhismo no Brasil.

Em meados de 1880, trabalhadores que construíam a estrada de ferro entre Curitiba e Paranaguá aproveitavam o intervalo do trabalho para escalar os picos.

A serra do Marumbi, por exemplo, virou um dos pontos mais frequentados no período.

Ainda hoje, a região atrai milhares de visitantes por ano –o que, para Pontes, também se deve à versatilidade de roteiros.

"É possível conhecer picos por trilhas que duram algumas horas ou até uma semana", afirma.

Fonte: FOLHA

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo