16 de abril de 2018 às 16:13

Juíza autoriza senadores a vistoriar condições de prisão de Lula

A juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela custódia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deu autorização nesta segunda-feira (16) para que um grupo de senadores visite a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde ele está pre

Crédito:Geraldo Bubniak - 10.abr.2018/AGB/Estadão Conteúdo

Geraldo Bubniak - 10.abr.2018/AGB/Estadão Conteúdo

Prédio da PF em Curitiba, onde Lula está preso

A juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela custódia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deu autorização nesta segunda-feira (16) para que um grupo de senadores visite a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde ele está preso desde o dia 7. 

Na decisão, Carolina faz menção à aprovação, pela comissão do Senado, de uma "diligência à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, a fim de verificar as condições de encarceramento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos demais presos naquela sede". Não está claro se os senadores poderão se encontrar com Lula.

Segundo a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), os parlamentares querem ver o local onde Lula está preso e conversar com ele "sobre a situação dele lá". Segundo ela, vistorias como essa são atividade "recorrente" dos senadores. O grupo é formado por dez senadores da Comissão de Direitos Humanos do Senado, que conta com 19 membros titulares e mais 19 suplentes.

"Nós queremos essa possibilidade de conversar com o ex-presidente Lula, a não ser que eles evacuem a sala, tirem o ex-presidente de lá e o escondam para nós entrarmos. Mas aí não tem o menor sentido", afirmou.

A juíza autorizou a visita dos senadores, mas fez a ressalva de que não chegou a ela "qualquer informação de violação a direitos de pessoas custodiadas na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba". Carolina também disse que os senadores não deixaram expresso o que motivou a aprovação da visita pela Comissão de Direitos Humanos do Senado.

A magistrada também pediu que a comissão indique quais de seus membros pretendem participar da visita, "considerando a necessidade de preservação da segurança e funcionamento do estabelecimento."

Fonte: UOL

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo