13 de junho de 2018 às 11:38

Moçambique promete aumentar participação feminina em ações de segurança

Em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governo de Moçambique lançou o Plano Nacional de Ação Sobre Mulheres ? cronograma de mudanças que devem ajudar o país a melhorar a participação feminina nos assuntos de que paz e segurança até 2022.

Em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governo de Moçambique lançou o Plano Nacional de Ação Sobre Mulheres – cronograma de mudanças que devem ajudar o país a melhorar a participação feminina nos assuntos de que paz e segurança até 2022. 

A principal meta do documento é estimular a igualdade de gênero nas instituições de defesa do país, que vive um momento delicado em termos de segurança pública. 

Enquanto cresce o número de refugiados de países vizinhos, como Congo, Somália e Ruanda, crescem também os índices de mortes por brigas entre grupos armados em aldeias do norte de Moçambique. 

O plano, lançado nesta terça-feira (12),também recebeu apoio dos governos da Noruega e da Islândia. 

“A pequena violência afeta de maneira grave os grupos mais vulneráveis, sobretudo as mulheres e crianças. A grande violência afeta as nações, daí o nosso engajamento com Moçambique. Espero que as medidas desenhadas melhorem a participação das mulheres em todos os setores do governo, sociedade civil e no país inteiro”, declarou a embaixadora da ONU Mulheres na Noruega. 

Fonte: UOL

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo