14 de junho de 2018 às 05:33

Torre Grenfell é iluminada de verde no aniversário de incêndio com 72 mortos

A torre residencial Grenfell, localizada no oeste de Londres, está iluminada de verde, nesta quinta-feira (14), por causa do primeiro aniversário do devastador incêndio que provocou a morte de 72 pessoas e deixou sem lar dezenas de famílias.

Crédito:Jonathan Brady/PA via AP

Jonathan Brady/PA via AP

Torre Grenfell é iluminada de verde na data do primeiro aniversário de incêndio

A torre residencial Grenfell, localizada no oeste de Londres, está iluminada de verde, nesta quinta-feira (14), por causa do primeiro aniversário do devastador incêndio que provocou a morte de 72 pessoas e deixou sem lar dezenas de famílias.

Além de Grenfell, outros 12 edifícios de Londres, incluindo a residência oficial de Downing Street e a roda-gigante London Eye, foram iluminados de verde em memória das vítimas.

No início da madrugada do dia 14 de junho de 2017, um incêndio começou na cozinha de um dos apartamentos e se espalhou rapidamente por todo o edifício, deixando presas várias pessoas.

O imóvel, localizado no bairro de North Kensington, tinha 24 andares e 120 apartamentos de proteção estatal, nos quais, segundo as autoridades, viviam cerca de 350 pessoas.

Hoje, às 12h (hora local), haverá um minuto de silêncio em todo o país por respeito às vítimas.

Este fato provocou uma grande comoção no Reino Unido pela rapidez em que se estenderam as chamas.

Após o incêndio, a primeira-ministra britânica, Theresa May, foi criticada por ter visitado primeiro os bombeiros que trabalharam no local e não ter comparecido imediatamente para se reunir com os moradores da torre que ficaram sem moradia.

Também houve polêmica pelo revestimento externo do edifício, construído com um material altamente inflamável.

A delegacia da Polícia Metropolitana de Londres (Met, sigla em inglês), Cressida Dick, disse hoje aos veículos de imprensa que, apesar de estar completando um ano do incêndio, a tragédia continua sendo "muito real" e "dolorosa para muitas pessoas".

"Os agentes da Met continuam trabalhando muito duro para avançar na investigação, ajudar a (atual) investigação pública (sobre o incêndio) e apoiar as famílias", afirmou.

A Câmara Municipal de Kensington e Chelsea, à qual pertence Grenfell, indicou que 52 famílias ainda estão em alojamentos temporários e 83 já têm moradia, enquanto outras 68 estão em alojamentos de "emergência", como hotéis.

Espera-se que os sobreviventes se reúnam esta tarde, perto da torre, em um lugar denominado "A parede da verdade", para iniciar uma manifestação silenciosa.

Fonte: EFE

comentários

| Rádio Guarujá AM 1550 kHz'); }
Estúdio Ao Vivo